Refresque o seu browser!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Académico aponta fraca participação dos cidadãos como um perigo para as democracias

Artigo

Académico aponta fraca participação dos cidadãos como um perigo para as democracias

A opinião é do professor José Pedro Serra.

Redacção
14/3/2019
Académico aponta fraca participação dos cidadãos como um perigo para as democracias
Foto por:
DR

O professor José Pedro Serra, catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em Portugal, afirmou hoje que a redução da participação dos cidadãos na vida pública representa um perigo para os regimes democráticos do mundo, facto que compromete, grandemente, a consolidação da democracia.

O especialista expressou este ponto de vista quando dissertava sobre Democracia e Cidadania, durante a aula magna de abertura do ano académico no Instituto Superior Politécnico Sol Nascente, quando explicou então que em muitos países do mundo a democracia limita-se, unicamente, ao exercício do voto, excluindo a participação dos cidadãos na vida pública, principal fundamento dos regimes democráticos.

O professor português admitiu que uma verdadeira democracia pressupõe o envolvimento pleno dos cidadãos na sua participação na vida política, afirmando que o cenário actual só poderá ser alterado com a constituição de movimentos de intervenção sócio-política.

 “É necessário que surjam mais movimentos cívicos de afirmação dos ideais dos cidadãos, para permitir o fortalecimento das democracias, aumentando atitudes críticas, de reflexão pessoal, reuniões e debates conjuntos sobre a vida política, que não deve ser estritamente feito no âmbito partidário”, defendeu o académico, citado pela Angop.

José Pedro Serra informou, ainda, que a participação na vida pública é uma peregrinação conjunta para a realização ideal do homem, não devendo resumir-se na vida paritária, embora seja indispensável para a consolidação da democracia.

Este ano lectivo, o Instituto Superior Politécnico Sol Nascente, em funcionamento desde 2012, matriculou dois mil estudantes nos cursos de licenciatura em Ciências Políticas e Relações Exteriores, Cardio-pneumologia, Direito, Economia, Enfermagem, Finanças e Contabilidade, Gestão de Recursos Humanos, História e Didáctica, Sociologia, Psicologia e Didáctica.

Redacção
Colégios de Angola

Somos um Portal de Informação sobre Ensino e Educação, focado na promoção e divulgação das melhores práticas de gestão escolar. E somos uma montra para as empresas e marcas do sector.

1
Catálogo
2
Artigos
3
multimédia
4
agenda