Refresque o seu browser!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Educartis realiza “Angola Educa” para ter presença física no mercado

Artigo

Educartis realiza “Angola Educa” para ter presença física no mercado

A actividade visa reunir entidades interessadas na aprendizagem e educação.

Andrade Lino
25/9/2018
Educartis realiza “Angola Educa” para ter presença física no mercado
Foto por:
Andrade Lino

Aconteceu, nos passados dias 21 e 22 deste mês, na Mediateca 28 de Agosto, em Luanda, a primeira edição do “Angola Educa”, um encontro de partilha de conhecimentos e uma iniciativa do Educartis, portal de divulgação e listagens de cursos, que, sendo uma plataforma online, pretende, com o evento, garantir a sua forma física no mercado.

Manuela Kuleba, responsável de Vendas e Parcerias da organização, explicou que, com o certame, a Educartis Angola quer unir entidades diferentes, que tenham o interesse no suporte da responsabilidade social que é a educação e uni-los na actividade, e entretanto, na ocasião, cerca de 20 oradores estiveram a falar sobre as suas experiências, cursos que podem partilhar com os participantes e terem uma troca de experiências, bem como empresas que actuam no sector, a expor os seus produtos.

“Muitas vezes nós temos palestras cá em Angola que são super interessantes, mas depois a pessoa não tem possibilidade de realmente interagir com o palestrante, portanto é exactamente isso que nós queríamos ter. Nós criamos workshops, decorrem aulas de Inglês, simulação de entrevistas e debates de temas que as pessoas mais procuram na nossa plataforma, com os representantes de instituições e centros de formação”, contou a responsável, em entrevista ao ONgoma News.

Manuela esclareceu que a plataforma é feita de opções. “Nós demos várias opções em termos de cursos e nós queríamos dar este mesmo tipo de variedade a quem viesse participar do evento, por isso é que nós trouxemos vários oradores, para os presentes ouvirem de todos eles, cada um com as suas experiências, porque nunca é demais ouvirmos sobre as experiências dos outros, especialmente dos que conseguiram chegar a algum lugar, para motivarem-nos também a chegar lá”, referiu.

Por sua vez, Farah Mulji, CEO da Educartis Africa, fez saber que, nesta primeira incursão do evento em Angola, “a ideia foi verdadeiramente reunir pessoas cá, interessadas na aprendizagem e educação, e existe uma igualmente vasta gama de stakeholders e empresas com vontade de empreender neste sector”.

“Queríamos fazer algo diferente, não propriamente uma tradicional feira de educação, mas trazer um número de pessoas que pudessem trocar impressões e inspirar a camada estudantil”, revelou a responsável, que espera que no próximo ano haja mais pessoal do Governo envolvido, dos ministérios, “porque será de grande importância ter o seu suporte, e que apareçam mais estudantes, de igual modo”.

Andrade Lino
Jornalista e Fotógrafo

Amante das artes visuais e da escrita, além de jornalista e fotógrafo, Andrade Lino é também estudante do curso de Licentura em Língua Portuguesa e Comunicação na Universidade Metodista de Angola. Nos tempos livres é músico e produtor.

1
Catálogo
2
Artigos
3
multimédia
4
agenda