Refresque o seu browser!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Figura humana inspira obras de Paulo Kussy

Artigo

Figura humana inspira obras de Paulo Kussy

A exposição abriu na quinta-feira passada.

Andrade Lino
11/9/2019
Figura humana inspira obras de Paulo Kussy
Foto por:
Andrade Lino

O artista plástico Paulo Kussy revelou que são as pessoas que inspiram as suas obras, e que estar no planeta terra e poder lidar com elas inspira a criação de fenómenos pictóricos.

O também docente universitário, que inaugurou na semana passada a exposição individual “Idiossincrasias”, no Camões – Centro Cultural Português, uma amostra que define cada indivíduo como um ser único, pelas suas qualidades e modo de ver as coisas, acrescentou que a fisionomia diz muito sobre cada indivíduo.

“Nós, às vezes, olhamos para um indivíduo e por causa da forma como tem o seu corpo esculpido conseguimos notar que deverá ter forçado anatomicamente os gestos e moldado a sua aparência praticando algum tipo de desporto”, exemplificou, tendo reforçado que, entretanto, observar pessoas, não só pelo lado físico, mas também espiritual, intelectual, as energias que elas pessoas emanam, as amizades, entre outros aspectos, é intangível, mas cria fenómenos pictóricos. “Tudo isso inspira a criação de uma linha, um desenho, uma cor...”, disse.

Composta por 40 obras, entre pinturas acrílicas sobre tela e desenhos, a exposição, patente até ao dia 3 de Outubro, é resultado dum olhar atento à prática artística no seu atelier, onde a figura humana continua sendo o fio condutor do seu trabalho.

Os desenhos, no fundo, acabam por ser uma aula magna, sendo que não tem disponibilidade para levar todos os seus alunos ao atelier, esclareceu, uma vez que tem tido muitas solicitações e “chega uma altura em que é complicado geri-las”, mas mostra, entretanto, o processo evolutivo.

Disse ainda que os quadros podem passar distintas informações. As obras têm significados variados e por isso deixa as ilações a cargo do público.

Por fim, revelou que dos apreciadores das suas obras constam historiadores, jornalistas, pessoas ligadas às artes, etc. “Os bailarinos sentem uma conexão com os corpos, com as formas, os músicos, por alguma razão, uma grande conexão com os padrões de cor, tons mais sombrios, enfim, e o feedback é positivo”, precisou, em entrevista ao ONgoma News.

Andrade Lino
Jornalista e Fotógrafo

Amante das artes visuais e da escrita, além de jornalista e fotógrafo, Andrade Lino é também estudante do curso de Licentura em Língua Portuguesa e Comunicação na Universidade Metodista de Angola. Nos tempos livres é músico e produtor.

1
Catálogo
2
Artigos
3
multimédia
4
agenda