Refresque o seu browser!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Intercâmbio entre grafiteiros brasileiros e angolanos discute ancestralidade e combate ao racismo

Artigo

Intercâmbio entre grafiteiros brasileiros e angolanos discute ancestralidade e combate ao racismo

O evento tem lugar já nesta sexta-feira.

Andrade Lino
1/8/2018
Intercâmbio entre grafiteiros brasileiros e angolanos discute ancestralidade e combate ao racismo
Foto por:
DR

Ancestralidade, trocas artísticas e culturais e resistência negra em África e na diáspora é o tema do encontro que vai reunir artistas angolanos e brasileiros no dia 3 de Agosto, sexta-feira, pelas 14h, no Centro Cultural  Brasil-Angola (CCBA), em Luanda.

A actividade faz parte do projecto “África e Diáspora, Novas Conexões”, que tem como objectivo de realizar um intercâmbio artístico entre grafiteiros de Salvador, na Bahia, e artistas de Luanda, do Lubango e do Namibe.

O evento terá início com um sarau de poesias de escritores brasileiros e angolanos e em seguida um debate sobre racismo e movimentos de resistência, com a participação da educadora e líder religiosa brasileira Makota Valdina Pinto, reconhecida como porta-voz e grande defensora das religiões de matriz africana na Bahia.

A roda de conversa contará ainda com a presença dos grafiteiros baianos Annie Ganzala, Ananda Santana, Eder Muniz, a mestre em Estudos Étnicos e Africanos, Karine Luzolo e os representantes da Comunidade Afrocrata UBUNTU, o historiador e antropólogo Filipe Vidal e a coordenadora Agnela Barros.

Além destes, o director-geral do Colectivo Murais da Leba, Vladimir Prata, também participa da mesa, e após os debates, serão sorteados exemplares de livros da editora Ogun’s Toques, que versam sobre a temática da Diáspora Negra, e o livro “Meu Caminhar, Meu Viver”, de Makota Valdina.

O projecto “África e Diáspora, Novas Conexões” é realizado pela Estandarte Produções, Cinepoètyka Filmes e Colectivo Murais da Leba, através do Edital de Mobilidade Artística 2018, com apoio financeiro da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

A actividade, que prevê ainda uma intervenção artística nos murais da Serra da Leba, no sul do país, tem apoio institucional da Embaixada do Brasil em Angola, Centro Cultural Brasil-Angola e Casa de Angola na Bahia.

 

 

 

Andrade Lino
Jornalista e Fotógrafo

Amante das artes visuais e da escrita, além de jornalista e fotógrafo, Andrade Lino é também estudante do curso de Licentura em Língua Portuguesa e Comunicação na Universidade Metodista de Angola. Nos tempos livres é músico e produtor.

1
Catálogo
2
Artigos
3
multimédia
4
agenda