Refresque o seu browser!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
O melhor da produção brasileira em cinema de animação chega a Angola

Artigo

O melhor da produção brasileira em cinema de animação chega a Angola

O festival terá uma duração de dez dias no CCBA.

Andrade Lino
2/4/2019
O melhor da produção brasileira em cinema de animação chega a Angola
Foto por:
DR

A Embaixada do Brasil e o Centro Cultural Brasil-Angola (CCBA) promovem, de 09 a 18 deste mês, o festival ANIMA BR, composto por seis curtas e oito longas-metragens de animação, escolhidos entre as melhores produções do país nos últimos anos.

O evento, que marcará dez dias em que as infinitas possibilidades do cinema de animação irão transportar os espectadores angolanos a novos universos fantásticos e desconhecidos, inclui oficinas, sessões comentadas e votações, com ingressos gratuitos.

Contando histórias ora pungentes, ora divertidas, em cenários multicoloridos ou monocromáticos que revelam influências do expressionismo ao minimalismo, a programação do ANIMA BR exibirá em Luanda uma ampla gama de técnicas: do tradicional lápis sobre papel até os mais avançados recursos de computação gráfica, de acordo com o comunicado que recebemos.

As produções brasileiras de animação vêm ganhando destaque no cenário internacional em anos recentes. Essa história de sucesso, construída há mais de uma década por grande número de profissionais qualificados, tornou-se mais notável a partir do sucesso mundial de “O Menino e o Mundo” (2013), da premiação de “Uma História de Amor e Fúria” (2013) como melhor filme no festival de Annecy (apelidado o “Oscar da animação”), e pela grande expectativa em torno do lançamento de “Tito e Os Pássaros” (2019), já indicado para mais de 80 festivais ao redor do mundo, lê-se no documento.

Essas produções e diversas outras de igual qualidade compõem a programação do ANIMA BR, a maioria exibida pela primeira vez em Angola.

Uma diversão à parte será reconhecer nos personagens as dublagens de actores brasileiros muito populares em Angola, como Selton Mello, Camila Pitanga, Rodrigo Santoro, Marco Ricca, Denise Fraga, Matheus Solano, Matheus Nachtergaele, André Abujamra, Arlete Sales, além de Rita Lee, Tom Zé e vários outros.

Para dividir os seus conhecimentos com os jovens ou potenciais animadores angolanos, o ANIMA BR traz do Brasil o premiado produtor Daniel Greco, que tem no seu currículo “Uma História de Amor e Fúria” e “Tito e Os Pássaros”, entre outros, para uma série de oficinas e sessões comentadas.

Está prevista, ainda, uma oficina de técnicas de Arte 3D, com os desenvolvedores locais Tittu Meirelles e Lito Ngunza, sempre com inscrições gratuita, além  do ciclo especial dedicado ao director Otto Guerra, tendo por tema o trabalho de dois dos principais cartunistas brasileiros (Laerte, em “Cidade dos Piratas”; e  Angeli, em “Wood & Stock”) e a releitura de um grande sucesso da comédia teatral (“Até que a Sbórnia nos Separe”, inspirado no espectáculo “Tangos & Tragédias”), refere a nota.

O público angolano de todas as idades terá também a oportunidade de manifestar as suas preferências, atribuindo notas aos filmes ao final de cada sessão.

No entanto, no último dia do ANIMA BR (18/04), voltam a ser exibidos as três longas e as três curtas mais votados.

Andrade Lino
Jornalista e Fotógrafo

Amante das artes visuais e da escrita, além de jornalista e fotógrafo, Andrade Lino é também estudante do curso de Licentura em Língua Portuguesa e Comunicação na Universidade Metodista de Angola. Nos tempos livres é músico e produtor.

1
Catálogo
2
Artigos
3
multimédia
4
agenda